Há ofertas de trabalho nas áreas de recrutamento, treinamento, avaliação e consultoria de carreiras

DIÁRIO DE S.PAULO – TALENTO & SUCESSO
Profissão da semana > consultor de recursos humanos

PATRÍClA BASILIO
patricia.basilio@diariosp.com.br

SIMONE HARNIK
Do G1 

Jeffrey Abrahams diz que o profissional deve dominar o inglês e investir em cursos de pós-graduação em gestão de pessoas e negócios.

Jeffrey Abrahams diz que o profissional deve dominar o inglês e investir em cursos de pós-graduação em gestão de pessoas e negócios.

8 de fevereiro de 2009 – Encontrar novos talentos e gerenciar processos burocráticos dos funcionários contratados em uma empresa são algumas das funções do consultor de recursos humanos (RH). Com a atual crise econômica mundial, ele é a aposta dos líderes na busca por funcionários mais qualificados, ágeis e com visão empreendedora.

“A função do RH é saber extrair o melhor das pessoas, gerenciar talentos. Precisa ainda saber recrutar, conquistar, motivar, reter e gerenciar”, fala o headhunter (caça-talentos) Jeffrey Abrahams, sócio-fundador da Abrahams Executive Search, empresa de recursos humanos.

Campos de atuação

De acordo com Abrahams, que atua há 14 anos na área, a carreira é ampla e o profissional pode trabalhar nas áreas de recrutamento e seleção, treinamento, remuneração, avaliação e coaching (consultoria de carreiras).

Segundo a Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), o salário do profissional de RH varia entre R$ 1,5 mil e R$ 2 mil para iniciantes e pode chegar a R$ 30 mil para quem tem 30 anos de experiência.

“Para ter sucesso é importante saber como administrar conflitos e conhecer outras áreas do setor”, explica Cirlene Werneck, vice-presidente de treinamento da ABRH.

Além disso, o caça-talentos ressalta a importância do domínio do inglês, de uma graduação em psicologia ou administração de empresas e de uma pós-graduação em gestão de pessoas ou negócios.

“Os bons profissionais irão avaliar, juntamente com seus superiores, a seleção dos craques que desempenharão de forma vital o seu trabalho na empresa”, destaca Abrahams.